Pesqueira - PE

Dados históricos

Pesqueira teve a sua colonização iniciada no século 18, com a chegada de religiosos interessados na catequese dos índios xucurus e paratiós, que habitavam a extensa serra do Arorubá ou Ororubá. Foram fundados uma capela e um convento. Em 1762, a aldeia Ararobá foi elevada a vila e sede do município com a denominação de Cimbres. Em 13 de maio de 1836, a sede foi transferida para a povoação de Santa Águeda de Pesqueira. No dia 20 de abril de 1880, Pesqueira foi elevada à condição de cidade pela Lei nº 1.484.

A partir de 1898, Pesqueira ganhou uma característica peculiar e rara no Agreste daquele tempo, ao tornar-se uma cidade industrial com a instalação de indústrias de doces e em seguida, de derivados do tomate. Tal desenvolvimento teve reflexos também no setor rural, de onde as fábricas recebiam as matérias-primas para elaborar os seus produtos.

O nome Pesqueira foi definitivamente adotado em 1913, por decisão do Conselho Municipal e está diretamente relacionado com a existência da Fazenda do Poço do Pesqueiro ou de Pesqueira, fundada pelo capitão-mor Manoel José de Siqueira, ao sopé da Serra do Ororubá, em 1800.

 

Dados gerais:

População: 64.454 habitantes

Área: 961 km2

Localização: agreste pernambucano/vale do Ipojuca

Distância da capital: 209 quilômetros

Gentílico: Pesqueirense

Fundador: Capitão- Mor Manoel José de Siqueira

Ano de fundação: 1800

Data de elevação a vila: 13 de maio de 1836

Data de elevação a cidade: 20 de abril de 1880

 

 

Fontes pesquisadas:

Wilson, Luis. Arorubá, lendária e eterna.

Fonseca, Homero. Pernambucânia.

Martins, Laurene. Pesqueira acima de tudo. Pesqueira Notícias.

IBGE. www.ibge.gov.br

Pesqueira em fotos


Subir